Treino Para Obter Desempenho No Futebol

Por mais que seja um dos esportes queridinhos dos brasileiros, o futebol é um esporte anaeróbico bastante complexo por conta da preparação física. Pra ser bem-sucedido com a bola nos pés, você deve ter velocidade na corrida e agilidade, além de combinar características de potência, resistência, maleabilidade, habilidImage result for detophyllades de chute, salto e arremesso. Dessa forma, para que você faça treinamentos mais direcionados pra ganhar funcionamento no futebol, é sério adicionar alguns exercícios na sua rotina específicos para destinar-se bem pela modalidade. Os seis exercícios a seguir são boas pedidas e são capazes de ser feitos em grupos de até 30 pessoas. Coloque espalhados pelo campo 8 cones, um ao lado do outro, paralelos e em pares, com uma distância mínima de 3 passos largos entre eles.

Faça 6 séries com 10 repetições.

Corra em torno de cada um, fazendo o movimento de zigue-zague. Faça de 3 a quatro séries com trinta repetições, indo e voltando. Podes ser praticado como se fosse uma amarelinha ou como deslocamento linear (de dentro pra fora). Faça 6 séries com 10 repetições. Colocar as barreiras de salto uma em frente da outra. Salte entre elas, com as duas pernas juntas, com ou sem intervalo.

Faça de duas a 3 séries com dez repetições. Particularmente pra treinamento de aceleração e ganho da durabilidade da velocidade final máxima, faça dez tiros de 100 metros amarrado ao acessório. Ajoelhe a respeito de um colchonete e segure o rolo com as duas mãos. Contraia o abdômen e role pra frente até que seus joelhos se afastarem do chão e o corpo fique paralelo ao solo.

Mantenha a localização por três segundos antes de voltar lentamente à localização inicial. Lembre-se de utilizar a força do abdômen para fazer o movimento pra trás e não os quadris. Os tornozelos não necessitam surgir perto dos quadris quando você estiver executando o movimento. Retorne à localização inicial dobrando os joelhos e realize 3 séries com 20 detophyll funciona repetições. Em pé, com os joelhos, quadris e tronco semiflexionados, segure as extremidades da corda com os cotovelos flexionados a 90º e as mãos bem fechadas e com os polegares voltados para cima. Inicie o movimento ondulando a corda, levando as mãos para cima, na altura dos ombros, e para nanico, na altura da cintura, de forma alternada e sucessivamente. Aumente a velocidade e a amplitude de movimento como forma de progressão. Outra variação do exercício é combinar o movimento com saltos. Ainda na posição de semiflexão de joelhos, quadris e tronco, alterne os saltos com os movimentos de onda. Faça o movimento pelo tempo que atingir.

  • Dificuldades pela pressão arterial
  • Dietas que excluem um ou mais grupos alimentares
  • 50 ml de amido de milho
  • Troque de perna e faça novamente com a perna que ficou imóvel
  • Dieta 5/2: conheça os prós e contras desse processo pra emagrecer
  • Como queimar calorias sem remédio

Por essas e algumas, a barra fixa continua sendo um exercício melhor. Puxada pode ser empregado no mesmo treino como um exercício pra costas, entretanto nunca valerá como um substituto pra barra fixa. Resumindo: faça a barra fixa mesmo que você consiga fazer só meia ou uma repetição, repita o método pelo número de séries desejado. Sem desculpas, sem deixar pra outra hora e sem tentar substituir por outros exercícios. Lembre-se que cada progresso é… progresso. Com o tempo isto se acumulará e quando você menos aguardar vai estar fazendo diversas repetições. Se a barra não é o primeiro exercício que você faz no dia de costas, é óbvio que a sua performance será péssima.

Depois que você de imediato estiver acostumado com o exercício e fazendo muitas repetições, é possível trocar as variáveis do treino e deixá-la pra depois, até mesmo com intuito de acrescentar a fadiga. Todavia como você está visualizando esse texto, é bem possível que você ainda não chegou lá. Por esse caso, se o objetivo é evoluir rápido pela barra, deste jeito o exercício a todo o momento terá que ser o primeiro exercício do treino.

No começo do treino você ainda tem as reservas de glicogênio carregadas e ainda não está com os músculos das costas e auxiliares fatigados. Esse é o melhor instante pra fazer barras, uma vez que você será capaz de puxar os maiores ganhos quando ainda detophyll estiver descansado. Frequência é um fator respeitável no momento em que o tema é acrescentar a potência pela barra fixa. Se você tem problemas com a barra e faz ela somente uma vez na semana, é bem possível que você não conseguiu sobrecarregar os músculos trabalhados no movimento de maneira bastante para que possa ser obrigatório uma semana inteira de descanso.

Isso vai fazer que você DESTREINE até o próximo treino e voltará a estaca zero. Por outro lado, treinando barra fixa pelo menos duas vezes por semana, digamos terça e sexta, você dará tempo pra a massa muscular se recuperar e já ser treinado de novo, dobrando os estímulos. Treinar duas vezes é a periodicidade maravilhoso pra maioria das pessoas que visam ganhos de massa magra e potência, permitindo descanso pras costas e outros músculos envolvidos. Quanto mais gordura extra, mais peso você carrega no corpo humano e mais complexo será fazer barra fixa. Por outro lado, quanto menos gordura, mais fácil ficará o exercício, mais repetições serão feitas e mais progresso como um todo. Se peso corporal for um problema para você, dessa maneira perder calorias terá que ser o objetivo principal.

Lembre-se bem como que perder gordura não é só uma charada de evoluir pela barra. Em suma, ter peso extrai vai te atrapalhar de imensas formas que direta e indiretamente vão sabotar teu progresso. Nesse caso, é melhor deixar tudo em segundo plano e tentar secar primeiro (a tua saúde bem como agradece). Todas as repetições da barra fixa necessitam começar com o praticante suspenso na barra e com os braços estendidos. No momento em que vir ao topo, o queixo necessita ultrapassar a barra e terminar com os braços estendidos novamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *